A Casa de Hóspedes, Rumi

Source

 

O “ser humano” é uma casa de hóspedes.

Cada manhã é uma nova visita.

 

Uma alegria, uma depressão, uma maldade,

um momento de consciência momentânea aparece

como uma visita inesperada.

 

Dá-lhes as boas vindas e entretém-os a todos!

Mesmo que seja uma multidão de mágoas,

que violentamente tomam a tua casa vazia de mobília,

mesmo assim, trata honradamente cada hóspede.

Ele pode estar a limpar-te

para que possas receber uma nova alegria.

 

O pensamento obscuro, a vergonha, a malícia,

recebe-os à porta rindo,

e convida-os para entrarem.

 

Sê grato por quem quer que entre,

porque cada um foi enviado,

como um guia do além.

 

Rumi

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: