Posts Tagged ‘ Corpo ’

O nosso corpo

Source

Quando correctamente cultivada, a nossa atenção pode discernir, contemplar, transcender e por isso libertar-nos das limitações dos nossos rotineiros padrões de pensamento, dos nossos rotineiros sentimentos, das nossas rotineiras relações e dos dos estados mentais e das emoções frequentemente turbulentas e destrutivas que os acompanham.

Tais hábitos são inevitavelmente condicionados pelo nosso passado, não apenas através da nossa herança genética, mas também através das nossas experiências de trauma, medo, falta de confiança ou ressentimento por injustiças ocorridas no passado. Mas independentemente de tudo isto, estes são hábitos que estreitam a nossa visão das coisas, distorcem o nosso entendimento e que se não forem cuidados, podem impedir o nosso crescimento pessoal e o nosso processo de cura. 

Para que possamos então reencontrar o nosso caminho, tanto individualmente como enquanto espécie, precisamos primeiro de voltar ao nosso corpo, onde os nossos sentimentos e aquilo a que chamamos mente, têm origem. O nosso corpo é aliás algo que nós normalmente ignoramos; podemos até praticamente nem o habitar, quanto mais cuidar dele e honrá-lo… Estranhamento o nosso corpo ė uma paisagem que simultaneamente nos é tanto familiar, como incrivelmente desconhecida. É um domínio que nós às vezes podemos temer ou até mesmo do qual não gostamos, dependendo do nosso passado e daquilo porque passamos ou tememos vir a passar. Outras vezes pode ser algo pelo qual nos sentimos profundamente seduzidos, obcecados com o seu tamanho, forma, peso ou aspecto, correndo o risco de cairmos numa inconsciente mais interminável auto-preocupação e mesmo narcisismo. 

Jon Kabat-Zinn, Coming to our Senses – Healing Ourselves and the World Through Mindfulness

Anúncios

Corpo e mente

Nos últimos 30 anos a medicina descobriu (a partir de um conjunto de pesquisas cientificas em campos que acabaram por ficar conhecidos por ‘medicina corpo & mente’, medicina comportamental, medicina psicossomática e medicina integrada) que o misterioso e dinâmico equilíbrio a que chamamos saúde envolve tanto o corpo como a mente (para usar uma forma de falar estranha e bizarra, que separa ambos os conceitos) e que pode ser melhorado pelo desenvolvimento de qualidades especificas como a atenção, de forma sustentada, restauradora e mesmo curativa.
De facto todos temos em nós, no nosso interior profundo, a capacidade de desenvolver uma dinâmica, vital e sustentada paz interior e bem-estar, assim como uma inteligência inata e multifacetada que vai para além do meramente conceptual. Quando mobilizamos e refinamos essa capacidade e lhe damos uso, tornamo-nos muito mais saudáveis fisica, emocional e espiritualmente. 
E muito mais felizes. Mesmo os nossos pensamentos se tornam mais claros e somos menos abalroados pelas tempestades que ocorrem na nossa mente…

Jon Kabat-Zinn, Coming to our Senses – Healing Ourselves and the World Through Mindfulness

Apenas o corpo está doente (Ajahn Brahm)

Sakyong Mipham Rinpoche: Corrida e Meditação

Sakyong Mipham Rinpoche discute a sincronia entre mente e corpo no contexto do desporto, da meditação, da respiração e da corrida, falando sobre a relação entre a mente e o corpo e notando que no Ocidente, “mente e corpo têm por vezes sido separados“.

Ele argumenta também que “deveríamos ser capazes de meditar em qualquer lugar” e fala por isso de como aplicar esta ideia à corrida.

Jon Kabat-Zinn: Mindfulness Stress Reduction And Healing

Jon Kabat -Zinn descreve nesta conversa a revolução que ocorreu na Medicina nos últimos 30 anos e integração que ocorreu da mente novamente com o corpo. Tal significou o desenvolvimento de um conjunto vasto de práticas para integrar a experiência de cada um de nós, reduzindo o stress, curando o corpo, lidando mais eficazmente com emoções como a ansiedade, raiva, depressão e cultivando um maior bem-estar e felicidade.

O  trabalho de Kabat-Zinn tem sido fundamental em trazer as práticas meditativas Budistas, como ele gosta de dizer: “sem o Budismo” para serem totalmente aceites por uma generalidade de médicos, psicólogos e profissionais de saúde, mostrando-lhes como serem mais eficientes com pessoas que estão em sofrimento como consequência das mais variadas condições médicas.

.