Posts Tagged ‘ Ego ’

Nós e os outros

Source

O que nós fazemos por nós morre connosco.

Aquilo que fazemos pelos outros e pelo mundo, permanece e é imortal.

Albert Pine

Auto-reflexão

“Tudo o que nos irrita nos outros pode levar-nos a entendermo-nos melhor a nós próprios.”

Carl Jung

O que é o Ego?

Julian Baggini tenta responder a uma das mais fundamentais questões filosóficas: “O que é o Ego?”

Onde está a nossa mente?

Source

Quando procuramos a nossa mente, não conseguimos encontrar nenhuma forma, nenhuma cor ou formato. Esta mente que identificamos como o nosso ego, que poderíamos chamar de mente-ego, controla tudo o que fazemos. Mas na realidade, não pode ser encontrada em lado nenhum – o que é um pouco assustador, como se um fantasma estivesse a gerir a nossa casa. 

A casa parece vazia, mas está completamente arrumada. A cama está feita, os nossos sapatos foram engraxados, o chá foi servido e o pequeno almoço está pronto. O aspecto engraçado é que nós nunca nos questionamos sobre isto. Apenas assumimos que alguém ou algo está lá em casa.

Mas todo este tempo, a nossa vida foi gerida por um fantasma e chegou a altura de pôr um fim a isso.

Dzigar Kongtrul Rinpoche, “Searching for Self

Auto conhecimento

“ Conhecermo-nos a nós próprios não é só uma das mais difíceis coisas que podemos fazer, mas também uma das mais inconvenientes.”

H.W. Shaw


As subtilezas de “deixar ir”

Desde o seu início até ao fim, o caminho do dharma é sobre “deixar ir”. À medida que nos libertamos de uma coisa durante o caminho, encontramo-nos a nós próprios agarrados a uma outra. À medida que abandonamos os nossos apegos grosso modo, damos por nós apegados de formas mais subtis. Por exemplo, podemos deixar de nos sentir apegados aos nossos bens materiais, mas depois encontramo-nos totalmente apegados à nossa filosofia da simplicidade. É difícil deixarmos de nos sentir apegados às nossas coisas e ainda mais difícil abandonarmos as nossas pretensões espirituais. 

Com o tempo contudo, enquanto nos familiarizarmos com as subtilezas do processo de “deixar ir”, começamos a perceber como é que o nosso ego se manifesta para se apropriar de todo o processo.

-Judy Lief, “Letting Go

A maleabilidade do sentimento de si

Source

O sentimento de si é plástico, um barro moldável a cada momento pelas nossas intenções. Tal como os cientistas estão a descobrir não apenas como a nossa mente é moldada pelo nosso cérebro, mas também como o nosso próprio cérebro é moldado pela nossa mente, também o Buda descreveu há muito tempo atrás o processo interdependente através do qual as nossas intenções são condicionadas pelas nossas disposições e as nossas disposições são por sua vez condicionadas pelas nossas intenções.

Andrew Olendzki, “Karma in Action