Ver televisão

Uma vez o meu Mestre Budista Kyabje Lama Zopa Rinpoche ficou em nossa casa durante uns dias. O Rinpoche é particularmente conhecido por usar cada momento da sua vida com grande atenção e de forma compassiva. Um dia, depois de termos jantado juntos, Rinpoche retirou-se para o seu quarto para meditar, portanto eu e a minha mulher acabamos de arrumar a cozinha e depois sentamo-nos para ver um programa na TV, como era nosso hábito na altura.

Após algum tempo, o Rinpoche desceu as escadas e juntou-se a nós e perguntou: “Ah, é este aquele que goza com as pessoas?”

E tocou-me que o Rinpoche fosse capaz de olhar para a sua própria vida e para as nossas vidas como um antropologista olharia para os rituais de uma tribo numa floresta remota, com uma mente sempre aberta e curiosa, questionando-se sobre qual seria o objectivo das acções que ele via. Há medida que o talk show progredia sobre um escândalo social qualquer, também eu me começava a questionar sobre qual era o objectivo…

The Lost Art of Compassion

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: