Quanto mais nos deixamos ir…

Na prática da meditação, uma vez abandonada a nossa preocupação com a segurança e estando disponíveis para estarmos no nosso estado natural, crú, de certa forma um certo nível de relaxação acontece.

Descobrimos que quanto mais nos “deixamos ir”, mais volta a nós, em vez de perdermos o nosso controlo sobre o que quer que seja.

Por isso uma verdadeira relação com a nossa situação actual começa a desenvolver-se.

Chögyam Trungpa Rinpoche, Glimpses of Abhidharma

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: