Único caminho

No seu todo, a prática da meditação é um trabalho pouco consistente. Temos de aceitar que temos sido um pouco “tolos” e começar aí mesmo. No início, decidir começar a praticar meditação é simplesmente saltar para uma qualquer conclusão sobre o que fazer. Quando começamos a praticar, em vez de genuinamente estarmos a praticar, apenas imaginamos que estamos a meditar. Portanto logo no início, toda a prática é baseada na confusão.

E a confusão é aceite como uma parte do caminho. Toda a situação é toda bastante desorganizada, porque é como se tivéssemos a saltar para território desconhecido. E muitas pessoas descobrem que esta situação é bastante assustadora. Não temos bem a certeza de em que é que nos estamos a envolver.

Mas este é o único caminho para podermos começar a praticar.

Chögyam Trungpa Rinpoche, Glimpses of Abhidharma

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: